Eiche

De UBRwiki
Ir para navegação Ir para pesquisar
Eiche Strattrein
Bandeira de {{{nome_pt}}}
Brasão de {{{nome_pt}}}
Bandeira Brasão
Lema: Ave strattrein!!!!

Localização de {{{nome_pt}}}

Capital Hallstatt
Cidade mais populosa Liezen
Língua oficial Rach
Governo Monarquia absolutista
 - Monarca Thomas Eiche
Eventos Históricos  
 - Kagerzieg ~~ 
 - Grande expurgo ~~ 
Área  
 - Total 247131,5 km² km² 
População  
 - Estimativa para 6010 7455000 hab. 
PIB (base PPC)
 - Total $ 7231200531 
 - Per capita $ 969 
Moeda Krone

Mapa de {{{nome_pt}}}

Eiche Strattrein é uma monarquia absolutista localizada no Leste de Irrula, com uma território de 247000km², e uma população de 7,455 milhões, essa nação e fruto de uma sangrenta guerra civil(Kagerzieg), no qual tenta superar o conflito e reconstruir a nação.

Etimologia[editar | hide all | hide | editar código-fonte]

A escrita dos povos locais na época tribal, eram feitas por símbolos e sons e não possuía um avanço muito notável no que se dava a fonética e/ou uma língua fixa. A escritura foi-se desenvolver após,  Kagerzieg colonizar a região e estabelecer a língua que por sua vez , após a independência de Eiche teve mudanças em pronuncias e em sentidos de palavras.

Período Tribal[editar | hide | editar código-fonte]

Ano 3800 - 4500[editar | hide | editar código-fonte]

O periodo tribal era simples na região. Etrat era o povo dos tribais que habitavem aquelas terras gélidas e eram um povo que vivia da caça e colheta, participando dos sentidos de desenvolvimento de tecnologia primitiva. Mesmo que tribais, o povo de Etrat era contra a imigração e por isto acabaram se sedentando em apenas áreas especificas o que daria inicio a primeira cidade e/ou ponto de centralização do chefe tribal. Os mesmos viviam pacificamente na região pela pouca presença de outros nativos e principalmente pela grande abundancia de comida mesmo em um clima tão ‘’esquisito’’. Sobre sua origem, o povo de Etrat eram um dos primeiros a se separar da imigração inicial pela terra e partir rumo a terras ao norte. Os mesmos acabariam se consolidando a terras mais quentes ao sul, mas seriam expulsos e/ou amedrontados pela presença forte de outros tribais, aonde prefeririam as zonas mais gélidas.

Tal período acaba, quando homens de Kagerzieg trariam a ‘’civilização’’ para a região. Quando os colonos chegaram, ficaram surpresos com as estruturas e a organização, mas ainda assim era claro que não deixavam de ser nativos, aonde foram convertidos a religião local e então assimilados.

Colonização[editar | hide | editar código-fonte]

A colonização foi uma época conturbada, não só os nativos não ficavam quietos, mas como alguns acabaram por se civilizar e criar a sua própria base cultural na região através deste mesmo sentido. O povo de Eiche(antigos Etrat) se segregaram na sociedade e criaram suas próprias uniões pessoais o que levou a criar uma forma unida dos mesmos. Mas sobre a arquitetura, o povo de Eiche já tinha infraestrutura local construída pela época tribal e inicio da colonização. Por isto os mesmos apenas começaram a melhorar o que já existia, descobrindo as ferrovias e diversas formas de comercialização, assim como a introdução dos sentidos de empreendimento.

Independencia[editar | hide | editar código-fonte]

Sobre os períodos do ano 6007, eiche passava por tensões politicas com Kagerzieg após a grande guerra civil. Por exatamente estes motivos o povo de eiche com suas próprias bases culturais declara a sua independência e luta por ela, introduzindo o primeiro  ato de rebeldia e a primeira luta militar do tempo. Em 6008, havia então conquistado o sentido da independência e criaria um estado centralizado, ateísta e com base nas fortes tradições locais de opressão. Foi assim que então, criaria o banco nacional, investiria nas ferrovias e bases de extração mineral e introdução da metalúrgica, fazendo com que eiche se desenvolvesse. Foi então, neste período que relações foram estalecidas com o Quinto Estado e acabaria evoluindo para uma amizade sem igual.

Dinastia Eiche[editar | hide | editar código-fonte]

No inicio da independência, a necessidade de estabelecer um governo foi colocada em situação.Por isto antigos membros de associações, grupos e demais que tinham sangue e vínculos com os primeiros membros da sociedade foram colocados como membros da monarquia por direito ao poder e/ou sangue puro e real. Foi assim que então o estado se estabeleceu como uma monarquia absolutista e foi colocado no sentido de repressão tendo os 3 poderes políticos no sentido de ser apontado, uma classe politica livre e um profissional serviço militar, não só esta situação mas as autonomias regiões não existem e o líder, junto dos grupos políticos é colocado como uma ditadura da mais extrema e repressiva possível, mas mesmo assim, desfrutando de uma boa economia através de controle de mercado, um próspero banco e uma notável industrialização metalúrgica e construção de ferrovias.

Política e subdivisão[editar | hide | editar código-fonte]

Coroa de Eiche[editar | hide | editar código-fonte]

A coroa de Eiche é regida por Thomas Eiche, descendente de uma antiga dinastia da região e liderou os separatistas na Kagerzieg ao lado dos extremistas, o monarca segue o pensamento de Nicoles Maquiavelus, não acredita em um idealismo, mas um realismo politico, no qual é preferivel que o estado seja temido do que amavel, e que o pensamento liberal e socialista é retogrado e insustentavel que deve ser repreendida, por ser uma ameaça a patria. Diz que é necessario uma centralização economica para uma evolução, acredita principalmente em uma purificação social, é necessário a criação de uma raça superior (Denrach) Thomas Eiche é casado com sua irmã, e atualmente não possui nenhum herdeiro.

Geografia[editar | hide | editar código-fonte]

A região e caracterizada pelos planaltos, biomas de coniferas e florestas boreais, além de um clima temperado e frio. As temperaturas gélidas chegam a -7 °, com temperaturas máximas variando dentre 17 a 20 °, por questões geográficas a densidade populacional de maior concentração e ao sul, assim como as questões de agricultura e principalmente trabalho manufaturado, encontrado na cidade de Liezen e em pequenas cidades próximas.

Infraestrutura[editar | hide | editar código-fonte]

Eiche Strattrein é um pais dependente das ferrovias, por ser um meio de locomoção eficiente e bastante lucrativo, além de ser o único meio de ligar a sua nação ao oceano , sua localização no globo impede a utilização do mar, devido a proximidade do polo norte e as cidades seguem um padrão gótico um resquício da cultura.

Strattrein Economic (Banco Central)[editar | hide | editar código-fonte]

Strattrein Economic é o banco central do Eiche, responsável pela moeda(Krone) e o controle economico da região, é garantido pela coroa que em caso de necessidade da nação, o banco pode tomar controle de uma atividade privada em viés da patria. A Strattrein é responsável pelo financiamento das ferrovias nacionais, dentre então as praticas da economia, no sentido de que, atua-se em apoio dos ministros e é a instituição da bolsa de valores, casa da moeda e principalmente reservas financeiras nacionais.

Grandes cidades[editar | hide | editar código-fonte]

Hallstatt[editar | hide | editar código-fonte]

A capital Hallstatt é uma cidade comercial, que desfruta de grandes investidores, enormes ferrovias e principalmente  sendo a sede da família real. Mesmo não sendo uma cidade tão industrializada quanto Liezen a localização da capital se da em vantagem pelo acesso ao mar, questões de grandes investimentos de comércios e principalmente alguns recursos únicos encontrados apenas na região como bauxita e manganês. Assim como o banco nacional da região, trás vantagens inimagináveis de investimento local. Notavel é que a economia da capital é bem ativa e sempre apresenta notáveis crescimentos, sendo a maior localização de empregabilidade empresarial. Cita-se  que mesmo com o forte controle da economia, a capital é o único local que desfruta abrangente da iniciativa privada-nacional, em sentidos de um estado corporativo.

Liezen[editar | hide | editar código-fonte]

A cidade industrial de Liezen é conhecida no reino, como uma importante cidade industrial. Mesmo não sendo tão rica quanto,  Hallstatt é tão importante quanta, pois a concentração do ferro e cobre se encontra na região, assim como a ativa agricultura local. A cidade é plena em poluição exatamente pelos sentidos de uma forte industrialização local e principalmente sendo o palco da criação das ferrovias e de sua transformação, uma grande parte da empregabilidade nacional vem desta região por sentidos de um grande volume de presença de investimentos estatais.

Cultura[editar | hide | editar código-fonte]

A cultura é de um povo não-religioso, adeptos a uma arquitetura mais gótica e de bases extremamente tradicionalistas e moralistas. Eles descendem de segregacionismo cultural, desde a época tribal e por isto preservaram seus valores políticos, morais e sociais deste muito tempo, os mesmos são contra o acasalamento com menores, favoráveis ao consumo de álcool e tabaco e principalmente adeptos a lei do mais forte com bases em uma sociedade ‘’masculinizada’’. Por tal sentido, a mulher não tem muitos direitos por sentido de cultura, assim como minorias não desfrutam do mesmo sentido, um povo extremamente culto e reservado que seguem as bases do ‘’homem e mulher’’, mesmo que a religião não faça influencia neste sentido.