Renkäni Müshikächër

De UBRwiki
Ir para navegação Ir para pesquisar
Renkäni Müshikächër
2.º Presidente de Dämiakären
Período 20 de hatte de 6008
a 19 de hatte de 6012
Antecessor Mëlihän Höyakänchër
Partido Partido Nacional-Conservador
Serviço militar
Lealdade Exército Nacional Dämiakärense
Anos de serviço 6001 - 6003¹
Graduação Tenente-coronel

Renkäni Müshikächër é um político, militar da reserva e atual Presidente de Dämiakären, sendo o segundo a assumir este posto. É filiado ao Partido Nacional-Conservador, onde também é o presidente partidário. Suas posições políticas são definidas como de direita conservadora, sendo o único a ter essas posições na família Müshikächër, tradicionalmente social-democrata.

Elaborou durante seu primeiro mandato (6008 - 6012), um conjunto de medidas (apelidadas de "Doutrina Renkäni") que distanciavam o país do seu vizinho, a Confederação das Repúblicas Dämiak, em contraponto as medidas do primeiro presidente do país, Mëlihän Höyakänchër, que se engajava na aproximação dos dois países (Doutrina Mëlihän).

Vida política[editar | hide all | hide | editar código-fonte]

Nasceu em Müshiden, na antiga Dämiakächër, onde ingressou cedo no serviço militar. Com o tempo, sua patente foi subindo até se tornar tenente-coronel durante a Guerra Civil Dämiak. Após o fim da Guerra, passou para a reserva das forças armadas e decidiu ingressar na política, rapidamente se popularizando entre os cidadãos da Província de Müshiden, mas foi durante as manifestações de 6008 no país que ele ganhou popularidade ao pregar duras penas aos protestantes, na maioria estudantes, que haviam recentemente matado 150 agentes de segurança, e a esquerda em geral.

Com isso, Renkäni ganhou popularidade dentro do seu antigo Partido Nacional, que ao ver a queda de popularidade do então presidente da República, Mëlihän Höyakänchër, decidiu lançar seu candidato próprio. O Partido Nacional então conseguiu 47 assentos no Mëturikädan, sendo o partido de direita com mais assentos no Parlamento, forçando os outros dois partidos de posição destra a uma aliança afim de obter maioria, logo, Renkäni se torna o segundo presidente do país.

Vida pessoal[editar | hide | editar código-fonte]

É casado, tem 2 filhos e ama futebol. Seu time de coração é o Müshiden Müúefäll Vöetëeh, da sua cidade-natal.