Vürkshôdyea ÿ Ќza

De UBRwiki
Ir para navegação Ir para pesquisar
Közitársag dÿ Vürkshôdyea ÿ Ќza
República de Vürkshôdyea ÿ Ќza

Vürkshôdyea ÿ Ќza
Bandeira vyk.png
Brasao de Armas de vyk.png
Bandeira Nacional Brasão
Gentílico: Chïks


Localização de Vürkshôdyea ÿ Ќza em Adalar
Capital Noviќtar
Cidade mais populosa Noviќtar
Língua oficial Chïk
Governo República Semipresidencialista
 - Presidente Topualt Valertian
 - Primeiro Ministro Estselle Zakhar
População  
 - Censo 8.312.009 hab. 
 - Densidade 33.15 hab/km² hab./km² 
PIB (base PPC)
 - Total $ 3,250 bilhões 
 - Per capita $ 1081M$ (ou 391 sciaths) 
Moeda Monët (M$)
Fuso horário +2 | +3
Org. internacionais Liga das Nações
Cód. ISO VYK

Vürkshôdyea ÿ Ќza é uma república insular localizada no continente de Irrula, ao leste de Krasnaya e norte do continente de Astarte. Possui aproximadamente 250 mil km² e 8,312 milhões de habitantes, tornando-o décimo terceiro maior pais do mundo em extensão e vigésimo nono em população. É populado por diversos povos devido a escravidão bimesi que os levou até as ilhas, além de ter sido antes colonizado por mais de um país, como Aubers e Krasnayos. Porém, mais de 90% da sua população é descendente ou tem sangue do povo chïk (pronunciado tcháik).

Etimologia[editar | hide all | hide | editar código-fonte]

O nome Vürkshôdyea ÿ Ќza é um nome composto, dado após a unificação das ilhas que haviam se separado após a revolução dos saruês. Vürkshôdyea significa "Terra dos povos" e Ќza (pronunciado Kjeza) é uma palavra em chïk para "dono de sua terra". O nome completo significa, basicamente, terra dos povos que são donos de suas próprias terras. O nome foi escolhido para retificar a fé em Ein Soph do povo que havia sido usurpada após a colonização auber na forma de que senhores feudais controlavam as terras e não o povo.

Pré-unificação[editar | hide | editar código-fonte]

Antes da unificação, Vürkshôdyea ÿ Ќza eram um conjunto de ilhas chamadas de Ilhas Chïk nomeadas devido aos nativos que ali estavam. Sofreu colonização de bimesi, herdando um pouco de sua cultura mas principalmente tendo 90% da sua população convertida para o antwanismo oriental e após a colonização tendo sua economia sendo regida por plantio de açúcar, café e cacau. Em uma das muitas guerras entre o Império Auber e Bimesi, as Ilhas Chïk foram tomadas de bimesi, seguindo o plantio de café, açúcar e cacau. A entrada foi facilitada por líderes locais que aceitaram contratos de trabalho, tornando-os espécie de senhores feudais, o que irritou severamente os chïks antwanistas no país após a colônia ter sido reestabelecida. A ilha foi tomada novamente por forças exteriores quando, em uma guerra do Império Krasnayo e o Império Auber, cujo estava sendo extremamente custoso para Auberon, resultou na venda das ilhas para Krasnaya. Krasnaya realizou políticas de assimilação cultural com os chïks e a cultura dos chïks hoje em dia é consideravelmente parecida com a de Krasnaya (e a língua chïk sofreu bastante influência do idioma krasnayo).

A Unificação[editar | hide | editar código-fonte]

Os tempos de paz foram curtos, pois, aproximadamente uma década depois os chïks nativos estavam extremamente irritados com a forma que o país estava sendo dirigido e principalmente como os senhores feudais estavam machucando tanto a fé antwanista. Um espirito nacionalista foi invocado nos locais da ilha de Nyakh (nome nativo para a ilha ao leste), tendo insurreições nos próximos 5 anos, e nos próximos dois anos, foi iniciada o que seria chamado de revolução dos saruês (nome que os revolucionários se davam) liderada por Ukhov Tusiornek e o CUT-FPC. Conflitos sangrentos foram travados entre os senhores feudais mantidos pelos Krasnayos ainda do tempo de colonização Auber e os que desejavam um estado independente, porém uma boa parte dos senhores feudais teria tido suas terras confiscadas por senhores de feudais krasnayos, o que fez com que juntassem a revolução com seus exércitos pessoais. O final acabou pendendo para o lado dos revolucionários, que ao marchar sobre a capital provisória dos lealistas de Krasnaya, declarou vitória e repúdio a qualquer um que expressasse qualquer forma de simpatia com qualquer forma de colonialismo no país. As ilhas foram unificadas sobre o novo nome, retificando finalmente a fé em Ein Soph e o direito do povo trabalhador de ter suas próprias terras. O líder da revolução Ukhov Tusiornek torna-se o chefe de estado governando em conjunto com um conselho do CUT-FPC. Além disso, uma força militar ativa foi estabelecida para defender o território de possíveis próximas invasões aubers e hoje em dia o país é relativamente pacífico.

A Queda dos Saruês[editar | hide | editar código-fonte]

Após tentarem implantar uma economia coletivizada nos próximos 7 anos, o governo de Tusiornek e o CUT-FPC presenciariam diversos protestos do povo que ainda estava em pé de guerra após a expulsão dos krasnayos do país, o que resultou em outra revolução, esta extremamente sangrenta pelo CUT-FPC ter erguido um exército a favor de seu regime. Não demorou, apesar disso, para diversas partes do exército deserdarem para o lado da revolução e não após três anos de luta interna, a ditadura foi derrubada e um governo provisório foi colocado em seu lugar.

Após um ano os primeiros partidos foram estabelecidos e o presidente eleito foi Toporkov Valertian, da coligação roxa entre o SCVYK e o PLC.

Clima[editar | hide | editar código-fonte]

Dados climatológicos para Noviќtar
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 36,6 36,1 36,8 35,8 34,5 32,8 33,2 34,8 35,5 37,2 36,9 37,1 37,2
Temperatura máxima média (°C) 32,1 31,7 31,7 31,4 29,9 27,8 27,3 28,1 29,3 31,2 32,1 32,1 30,4
Temperatura média (°C) 28,8 28,5 28,3 27,6 25,7 23,1 22,3 23,1 25,3 27,2 28,5 28,9 26,4
Temperatura mínima média (°C) 25,6 25,4 25,1 24,0 21,5 18,5 17,5 18,5 21,1 23,7 25,1 25,6 22,6
Temperatura mínima recorde (°C) 20,1 19,0 19,4 15,4 12,0 8,3 8,1 9,8 10,6 14,7 18,3 19,4 8,1
Precipitação (mm) 407,6 395,7 279,5 72,2 20,0 9,0 8,6 12,7 27,3 70,1 169,8 334,9 1 807,2
Dias com precipitação (≥ 0,1 mm) 17,1 18,3 15,4 6,4 2,5 1,5 1,9 2,2 3,2 6,4 10,9 15,4 100,9
Umidade relativa (%) 75 77 73 64 57 54 54 56 60 63 67 73 64
Horas de sol 199,1 178,1 194,8 223,2 231,5 231,1 247,0 245,7 242,0 241,8 226,8 199,2 2 660,0

Fontes: Serviço de Meteorologia de Noviќtar

Religião Oficial[editar | hide | editar código-fonte]

A religião oficial de Vürkshôdyea ÿ Ќza é o Antwanismo Oriental.

O Antwanismo Oriental ou Interpretacionista acredita que o entendimento da fé Antwanica deve ser tido apenas pelo debate e discussão e pelo comentário sobre o angelario, se desenvolvendo em diversas escolas de pensamento.

Religião Nativa[editar | hide | editar código-fonte]

Governo e Política[editar | hide | editar código-fonte]

Após a revolução democrática a forma de governo Vürkshôdyea ÿ Ќza está sob uma coligação entre dois partidos, em que o DemVYK (Demokratës dÿ Vürkshôdyea ÿ Ќza, Democratas de Vürkshôdyea ÿ Ќza) e o LKL (Lá Közitársag Livtsô!, "A República em frente!"), ambos sendo partidos com ideias parecidos: liberalismo econômico e renovação nacional. Ambos desejam manter a tradição legalista philica (herdada devido ao país ter sido convertido quase que completamente ao antwanismo oriental) que nenhum homem deve ser dono de trabalho do outro. Algumas comunidades autônomas existem no país, porém, grande parte do país é industrializado. O presidente atual do país é Topualt Valertian, um nativo que lutou na revolução e busca reconciliação com Auberon e Krasnaya além de Estselle Zakhar, outro nativo que representa ambos partidos.