Zarmatjka

De UBRwiki
Ir para navegação Ir para pesquisar
Svenja Republika Zarmatjka (Nëtriok)
Свења Република Зарматјка (Херзек)

República Federal de Zarmatjka
Bandeira Federal
Brasão Nacional
Bandeira Federal Brasão Nacional
Lema: Irmandade e paz!
Gentílico: Tjko

Localização de Zarmatjka

Zarmatjka em destaque
Capital Belćik
Cidade mais populosa Belćik
Língua oficial Nenhuma a nível nacional
Entretanto são falados 8 idiomas.
Governo Ditadura Benevolente
 - Presidente e Primeiro Ministro Nemanja Pedja Savo
 - Queda do Syndimattänne XXXX 
 - Tratado de Belćik 5971 
 - Acordo de Nuomö 16/07/5975 
Área  
 - Total 313,024.25 km² (28.º)
População  
 - Estimativa para 6009 18 218 997 hab. (19.º)
 - Densidade 55.1 hab./km² (21.º)
PIB (base PPC)
 - Total $ 17 850.9 milhões (19.º)
 - Per capita $ 979.8 (13.º)
IDH (6009) 0.436 (7.º) – alto
Fuso horário +0
Org. internacionais Liga das Nações
Cód. ISO ZA
Cód. telef. +11

Mapa de Zarmatjka

Zarmatjka, oficialmente República Federal de Zarmatjka(em Nëtriok: Svenja Republika Zarmatjka; em Herzok: Свења Република Зарматјка) é um país do planeta Adalar, localizado na região central do continente de Astarte. Ocupa uma área de 313 mil km² e tem uma população de 18,2 milhões de habitantes. É um dos poucos países do mundo a não ter acesso ao oceano ou a outro grande corpo d'água. É composto por uma grande variedade de etnias, sendo as principais os Nëtrioks, Herzeks e os Unamis. Tem como fronteira Südelbar ao norte, Tulysanne ao leste, Kylmättä ao sul e Dämiakären ao oeste. É o segundo maior país comunista de Astarte, que adota ideias Savoístas, mais brandas e que tornam a economia nacional mais competitiva frente às demais nações capitalistas.

Etimologia[editar | hide all | hide | editar código-fonte]

O nome Zarmatjka tem sua origem discutida. Uma das teorias é que está relacionado com a planície que o país está situado, a planície de Zarma e o tjka como adjetivo pátrio. A outra origem discutida está sobre a nomenclatura utilizada para referir-se a toda a região ocupada pelo país na antiguidade, que estava registrada em livros e documentos antigos, mas que caiu em desuso com o passar dos anos e toda turbulência atravessada pela região. Savo, como um grande leitor e intelectual teria resgatado essa identidade e usou como nome do país. Ele quando perguntado, não confirma nem nega.

História[editar | hide | editar código-fonte]

Ver artigo principal: História de Zarmatjka

Pré Unificação[editar | hide | editar código-fonte]

Na região atual de Zarmatjka, por volta do século LIII, existiam diversos reinos independentes, sendo os mais influentes o de Gesstiki, habitado por Xamöks, a Cidade-Estado de Belćik e o Reino da Unamia. O reino de Gesstiki gozava de grande influência regional, sendo um dos mais importantes da região e ocupava parte do sul de Südelbar e o oeste de Zarmatjka. Igualmente, o reino dos Unamis também exercia certa influência regional, mas sua principal vocação era o comércio. Com um conhecimento ímpar da planície árida da Unamia, dominaram a maior parte das rotas comerciais e tinham parceiros regionais por toda astarte. A cidade-estado de Belćik por sua vez prosperou graças a sua localização e produção intelectual, pois foi nessa época que foi fundada a Universidade de Belćik. A cidade ficava no meio da rota para o norte, sendo um ponto de parada obrigatória para mercadores, tendo graças a isso se desenvolvido tanto politicamente quanto economicamente. O restante da região era ocupado por reinos menores formados por Herzeks e Nëtrioks, que por vezes lutavam entre si.

Essa configuração se manteve por alguns séculos, com algumas mudanças territoriais e políticas, mas nada tão relevante. Foi quando os grandes impérios das redondezas, como o Syndimattane e o Império Südelk começaram a exercer pressão e a sufocar economicamente os reinos, proibindo mercadores de passar por suas terras e sabotando as rotas.

Grande Guerra[editar | hide | editar código-fonte]

República Federal de Zarmatjka[editar | hide | editar código-fonte]

A história de Zarmatjka atual começa ainda no final da Grande Guerra, com Nemanja Pedja Savo, na época um dos líderes da resistência Gulja, responsável por defender sua pátria contra invasões estrangeiras. Em 5971, Savo se junta ao Partido Comunista Gulji e através dele, nascia politicamente Zarmatjka. Nos próximos anos ele começou a pregar as ideias da Escola de Belćik, que eram um socialismo mais libertário, anti-imperialista e de mercado, nas recém fundadas nações da região. Aliado de sua excelente retórica e de certa forma aproveitando-se da situação, ele começa a discursar em todos os países da área apoiando a unificação. No mês de Kriok de 5973, explodem grandes protestos em Heršekia, Gulja e Plinji, contra os governos locais e em apoio às ideias de Savo. Os protestos se prolongam por mais 3 meses até quem em 08 de Yohan de 5973, os manifestantes conseguem, junto a Savo, a unificação de Gulja, Heršekia, Plinji e da Unamia, formando então a República Federal de Zarmatjka.

República de Sandcabro[editar | hide | editar código-fonte]

Após terem resistido à unificação em 5973, os cabros continuavam a demonstrar-se resistentes às investidas tjkas e aos protestos que levaram a unificação dos vizinhos. Até que, após aproximadamente dois anos, ao ver o sucesso da recém criada federação, rompem grandes protestos em Nuomö pedindo a adesão à federação. O então presidente de Sandcabro, ao ver os protestos saindo de controle e se sentindo esmagado pelo movimento unificacionista, por ser contra a adesão, escreve uma carta e horas depois é encontrado morto no palácio presidencial. Savo então vai até a capital e enquanto busca mais informações sobre a morte do presidente, encontra-se com lideranças da Liga Comunista de Nuomö e assina a unificação, que ficou conhecida como Tratado de Nuomö. A carta manuscrita pelo presidente é guardada em segredo pelos legalistas e seu teor nunca foi revelado enquanto os unificacionistas neguem a existência de tal carta e a encaram como um jogo político para enfraquecer Savo e manchar sua reputação.

Dias Atuais[editar | hide | editar código-fonte]

Atualmente Zarmatjka vem buscando seu lugar no mundo, através da pacificação da região, com aplicação do Savoísmo, que prega uma abordagem mais liberal do comunismo, pregando o respeito as condições locais e princípios da autogestão. Savo vem buscando apoio externo de Ushktëp e pensa em unir-se a internacional, embora possuam ideias diferentes. Reformas políticas e administrativas tem sido aplicadas e o país vem prosperando, sempre unido e respeitando as diferentes etnias e fés que existem nele.

Geografia[editar | hide | editar código-fonte]

Zarmatjka está localizada na região central do continente de astarteano, na planície árida da Unamia, sendo limitado ao norte pelos Dagusos e ao sul pelos Inejonges. Faz fronteira com Südelbar ao norte, Tulysanne ao leste, Kylmättä ao sul e Dämiakären ao oeste. Ocupa uma área total de 313.024,25 quilômetros quadrados (km²). O país adota o fuso horário 0 em toda extensão nacional.

A topografia da região é em sua maior parte plana, com trechos elevados ao norte e ao sul, sendo nos Injeonges o ponto mais alto do país, com 4487 metros de altitude. Também corta o país o rio Nëtri, um dos afluentes do rio Xämox, de vital importância para os Xämoks e também define a fronteira norte e noroeste do país.

Clima[editar | hide | editar código-fonte]

Classificação climática de Zarmatjka segundo a classificação de Koppen-Geiger.

O clima de Zarmatjka é fortemente influenciado por sua posição geográfica. Por ficar numa região envolta por grandes montanhas, possui em grande parte de seu território um clima de estepe fria. Nas demais partes do país, estão presentes climas oceânicos com verões frios e amenos, continental no extremo sul, além de clima de tundra nas regiões mais altas do país. Em contraste com a aridez do leste, o extremo oeste e sudoeste tem chuvas durante todo o ano e verões amenos. As estações são bem definidas ao longo de todo o país e em geral a amplitude térmica não costuma ser grande em diferentes pontos do país. A temperatura média fica em torno de 10 °C em todo o país.

Meio ambiente e biodiversidade[editar | hide | editar código-fonte]

Demografia[editar | hide | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Demografia Tjka

Composição Étnica[editar | hide | editar código-fonte]


Circle frame.svg

Composição Étnica de Zarmatjka

  Nëtrioks (27.8%)
  Herzeks (20.3%)
  Xamöks (14.2%)
  Sudëlks (11.4%)
  Unamis (10.6%)
  Mattäs (7.6%)
  Dagusios (6.7%)
  Damiäks (3.4%)

Em Zarmatjka existem pelo menos 5 grupos étnicos diferentes e minorias de outras nacionalidades, com reconhecimento constitucional e liberdades em geral. Os mais numerosos são os Nëtrioks, ocupando a região centro-norte do país, depois os Herzeks, ocupando o nordeste, os Xamöks no oeste, Unamis no sudeste e ao sul e os Dagusios no extremo nordeste.

Entre as minorias de outras nações, são numerosos os Südelks, Mattäs e Damiäks, vivendo no noroeste, sul e sudoeste, respectivamente. Também é possível se identificar como Tjko, para aqueles que se identificam com toda a nação, além daqueles que são nascidos de casamentos envolvendo duas etnias distintas. Sob a liderança de Savo, os povos tem vivido em harmonia, algo que não acontecia a bastante tempo.

Idiomas[editar | hide | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Idiomas de Zarmatjka

Por ser formado por uma grande variedade de etnias e povos, Zarmatjka tem uma grande variedade de idiomas. Pelo idioma ser um forte marcador cultural e por Savo acreditar na igualdade dos povos, o país não possui um idioma oficial, embora existam 5 idiomas majoritários e outros três minoritários. O mais falado é o diassistema formado pelo Nëtriok e pelo Herzek, chamado de Nëtri-Zek. Ele é falado por aproximadamente 56% da população e usa dois sistemas de escrita diferentes. A segunda mais falada é o Xämok, falado por cerca de 17% da população. Entre as minoritárias, a mais falada é o Dagúsio, com cerca de 1 milhão de falantes.

Subdivisões[editar | hide | editar código-fonte]

Zarmatjka é uma república federativa, composta por 5 repúblicas associadas. As repúblicas são divididas em províncias que por sua vez são divididos em comunas. Cada república tem liberdade religiosa e civil, garantidas na constituição, com a administração centralizada em Gulja, onde ficam os órgãos administrativos da Federação. Cada república fica com parte da arrecadação, enquanto uma parte é enviada para a sede. As repúblicas que compõem a federação estão listadas abaixo:

Nome População Capital Localização
República da Heršekia 4 756 389 Anjoda
República de Gulja 7 039 632 Belćik
República de Sandcabro 3 289 681 Nuomö
República de Plinji 2 063 550 Aldelyn
República da Unamia 1 069 745 Zantanjan

Governo e Política[editar | hide | editar código-fonte]

Relações Exteriores[editar | hide | editar código-fonte]

Forças Armadas[editar | hide | editar código-fonte]

Infraestrutura[editar | hide | editar código-fonte]

Energia[editar | hide | editar código-fonte]

Zarmatjka é um dos maiores produtores de energia do planeta. O setor ocupa uma importante fatia do produto interno bruto do país, já que o país exporta para seus vizinhos. Segundo um levantamento do Departamento Federal de Energia, a produção é fortemente dependente de fontes não-renováveis, como a queima de gás natural e de petróleo, responsáveis por mais de 90% da produção nacional. Maior parte dela é consumida pelo setor industrial, seguido pelo residencial e pelo comercial.

Comunicações[editar | hide | editar código-fonte]

Transportes[editar | hide | editar código-fonte]